Blog

Importância da biologia molecular no diagnóstico veterinário

IMPORTÂNCIA DA BIOLOGIA MOLECULAR NO DIAGNÓSTICO VETERINÁRIO

O QUE É A REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE (PCR)

A reação em cadeia da polimerase (PCR) é uma das principais técnicas de biologia molecular e permitiu o rápido desenvolvimento do estudo de sequências de ácidos nucléicos (DNA), proporcionando com isso grandes avanços em diversas áreas como no diagnóstico de doenças infecciosas. As técnicas de biologia molecular aplicadas ao diagnóstico de doenças ou detecção de patógenos baseiam-se na amplificação e detecção de um fragmento específico do material genético (DNA/RNA) presente em amostras.

IMPORTÂNCIA

Devido à sua capacidade em detectar agentes infecciosos com alta sensibilidade e especificidade, sem necessidade de se encontrar microrganismos viáveis na amostra biológica, o PCR é uma ferramenta valiosa que possibilita diagnóstico precoce e monitoramento de doenças dos animais.

QUANDO UTILIZAR

O PCR facilita o diagnóstico de doenças complexas e a identificação de patógenos que possuem potencial zoonótico e aqueles com crescimento in vitro extremamente lentos ou fastidiosos. Em função disso, a técnica de PCR é recomendada e prescrita pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como método diagnóstico para várias doenças infecciosas, inclusive para trânsito internacional. O kit de detecção molecular da ECO diagnóstica pode ser utilizado para diagnóstico de Babesiose canina (B.canis), Babesiose canina (B. gibson), Erliquiose canina, Parvovirose canina/felina, Leishmaniose canina, Leptospirose canina, Leucemia viral felina (FeLV), Micoplasmose felina, Anaplasmose canina, Cinomose canina e para hemoparasitoses (Babesia canis, Babesia gibsoni, Ehrlichia canis, Anaplasma platys).

PORQUE UTILIZAR O PCRun

O PCRun é um método de amplificação molecular isotérmico que permite realizar o teste de PCR mais rápido e acessível às necessidades do mercado. A metodologia é simples e fácil e para realização do teste não é necessário estrutura complexa como em um PCR convencional e possui a mesma confiabilidade. A análise dos resultados é por fluxo lateral.

Toda a reação do PCRun foi projetada para ser realizada com o mínimo de etapas e em condições básicas para ser concluída em 1 hora e 15 minutos. É uma ótima opção para o diagnóstico molecular em clínicas e laboratórios veterinários.

REFERÊNCIAS:

HAAS, D. J.; Aplicações das técnicas de PCR no diagnóstico de doenças infecciosas dos animais. Revista Científica De Medicina Veterinária – issn:1679-7353, ano xiv, n 26, 2016 .

NOVAIS, C. M.; PIRES,A. M. PCR em Tempo Real. Revista Biotecnologia Ciência Desenvolvimento, n. 33, p. 10-13, 2004. http://www.academia.edu/7723061/0_Revista_Biotecnologia_Ci%C3%AAncia_and_Desenvolvimento_-Edi%C3%A7%C3%A3o_no_33_-julho_dezembro_2004_Uma_Inova%C3%A7%C3%A3o_tecnol%C3%B3gica_da_Rea%C3%A7%C3%A3o_em_Cadeia_da_Polimerase_PCR . Acesso em: 29/06/18

Compartilhe

LEIA MAIS

Outubro rosa pet

Assim como as mulheres, as cadelas estão propensas a desenvolverem neoplasia mamária. Fique atento! A […]

Você conhece o impacto da cetose subclínica e da hipocalcemia subclínica nos rebanhos leiteiros?

Em rebanho leiteiros, as doenças metabólicas do período de transição vem ganhando cada vez mais importância […]

Hepatite infecciosa canina

Hepatite infecciosa canina A hepatite infecciosa canina é provocada pelo adenovírus canino de tipo 1 […]