Blog

Imunoensaio de fluorescência, a melhor maneira de dosar SDMA

Imunoensaio de fluorescência, a melhor maneira de dosar SDMA

A dosagem de SDMA é realizada há um longo tempo para avaliação da função renal em humanos. A técnica padrão ouro é a Cromatografia Líquida de Alta Performance (HPLC).

O método de HPLC é adequado para a análise simultânea de arginina, ADMA e SDMA no plasma e outras amostras biológicas. Este método é caracterizado por alta sensibilidade e especificidade. A alta sensibilidade e especificidade tornam este método uma ferramenta valiosa na pesquisa clínica sobre o metabolismo de argininas dimetiladas e seu papel na regulação da atividade da oxido nítrido sintase.

Estudos mostram que a técnica de imunoensaio de fluorescência tem resultados superiores do que a técnica de ELISA, quando comparadas ambas as técnicas com o padrão ouro HPLC (Figura 1), com maior correlação (R2=0,96) para o imunoensaio de fluorescência, ou seja, resultados mais precisos e sensíveis.

Figura 1.

A ECO Diagnóstica traz a dosagem de SDMA por imunoensaio de fluorescência, com um procedimento rápido, 11 minutos, e com apenas 100µL de amostra no equipamento Vcheck. Uma das etapas do processo de dosagem do SDMA, é a preparação da amostra com a aplicação do tampão de pré-tratamento, este ajuda a obter resultados mais exatos, comparados aos resultados por ELISA, reduzindo materiais não específicos na amostra (precipitados). Além da preparação da amostra, esta é diluída num tampão que preparará a amostra controlando o pH, para otimizar a reação entre antígeno e anticorpo. Os componentes no processamento da amostra são segredos técnicos da Bionote que diferencia a dosagem de SDMA da ECO Diagnóstica.

Associada a dosagem de SDMA, o exame físico sempre deverá ser considerado na interpretação dos resultados. Por exemplo, grau de desidratação pode alterar os resultados do SDMA, assim como outros fatores que modifiquem a taxa de filtração glomerular. Por isso é recomendado, repetir os exames após corrigir a desidratação, bem como associar outras provas de função renal. Com isso, o clínico veterinário terá ricas informações para avaliação da função renal do paciente, juntamente com a precocidade do SDMA dosado em 11 minutos no Vcheck!

Referência:

Tom Teerlink. Determination of Arginine, Asymmetric Dimethylarginine, and Symmetric Dimethylarginine in Human Plasma and Other Biological Samples by High-Performance Liquid Chromatography.

Compartilhe

LEIA MAIS

Outubro rosa pet

Assim como as mulheres, as cadelas estão propensas a desenvolverem neoplasia mamária. Fique atento! A […]

Você conhece o impacto da cetose subclínica e da hipocalcemia subclínica nos rebanhos leiteiros?

Em rebanho leiteiros, as doenças metabólicas do período de transição vem ganhando cada vez mais importância […]

Hepatite infecciosa canina

Hepatite infecciosa canina A hepatite infecciosa canina é provocada pelo adenovírus canino de tipo 1 […]